31/12/2008

A pioneira do aborto, está arrependida (nos E.U.A)

A pioneira do aborto, está arrependida (nos E.U.A)
Jane Roe, a pioneira do aborto, está arrependida Por VV. AA. Jane Roe, nome fictício de Norma McCorvey, foi a primeira norte-americana a ganhar o direito de abortar. Depois da sentença, passou 30 anos militando à frente de campanhas pró-aborto. Todavia, Norma está hoje profundamente arrependida e trabalha para que o aborto volte a ser considerado crime nos EUA: "Foi lamentável o dia em que o Supremo Tribunal americano permitiu que as mulheres assassinassem os seus filhos" Jane Roe, nome fictício de Norma McCorvey, foi a primeira norte-americana a ganhar o direito de abortar. Depois da sentença, passou 30 anos militando à frente de campanhas pró-aborto. Todavia, Norma está hoje profundamente arrependida e trabalha para que o aborto volte a ser considerado crime nos EUA: "Foi lamentável o dia em que o Supremo Tribunal americano permitiu que as mulheres assassinassem os seus filhos" Em 22 de janeiro de 1973, o Supremo Tribunal dos Estados Unidos concedeu o direito de abortar a Jane Roe, nome fictício usado para proteger Norma McCorvey, uma jovem de 20 anos nascida em Dallas. Norma era solteira, pobre, maltratada e viciada em drogas. O Texas então era um dos estados que puniam a mulher que abortasse com até cinco anos de prisão. Embora a jovem não tivesse podido abortar na ocasião, devido à demora no veredicto, o caso "Roe vs. Wade" acabou estendendo ao país inteiro o direito ao aborto . Trinta anos depois, Norma McCorvey, agora com 55 anos, engajou-se no movimento pró-vida e renega todo o seu passado; converteu-se ao catolicismo e fundou um grupo pró-vida chamado Roe no more ("Roe nunca mais").(Em 2003, este grupo passou a chamar-se Crossing-over, "Travessia", N. do T.). "Tudo mudou quando me converti ao cristianismo", explica Norma numa entrevista concedida pelo telefone. Devagar e com a voz cansada, ela fala na sua associação em Dallas. – Por que motivo abandonou a causa que vinha defendendo durante vinte anos? – Simplesmente compreendi que não podemos pegar e tirar a vida de uma criança, e isso não apenas para nós, que cremos em Deus. Na primeira vez em que fui à igreja, num sábado à noite, estava acompanhada de duas garotas pequenas, e senti que devia pertencer àquela comunidade e renegar tudo. – Você se arrepende de tudo o que fez? – Por sorte, não cheguei a abortar. Hoje aconselho mulheres desesperadas. A minha missão na vida é ajudá-las e evitar que abortem. – Você não admite o direito ao aborto em nenhuma hipótese, nem em casos de estupro ou perigo para a vida da mulher? – Não, não há nenhuma diferença. Continua a ser um assassinato, de um jeito ou de outro. McCorvey permaneceu no anonimato por dezessete anos. Após o desfecho do caso, deu o filho para adoção e tentou seguir em frente. Era uma heroína para os grupos pró-aborto e um símbolo da degradação do país para a frente pró-vida. Norma só revelou que tinha sido Jane Roe nos anos 80, quando escreveu um livro e passou a dedicar-se ativamente à defesa dos direitos que havia conquistado para todas as americanas, chegando mesmo a trabalhar como conselheira em clínicas de aborto. Ainda hoje guarda lembranças dessa época, em que pôde presenciar "a natureza aterrorizante do aborto e devastação que causa nas garotas e nas mulheres". Nessa época, conta agora, tentou suicidar-se várias vezes e, por ter na consciência o peso de ter sido responsável pela "perda de tantas vidas", recorreu às drogas. Em 1995, Norma deu uma guinada radical na sua vida, surpreendendo ativistas de ambas as partes. Batizou-se e uniu-se a um grupo cristão pró-vida chamado Operação Resgate. Conhecera-os quando a associação abrira um escritório bem ao lado da clínica onde trabalhava. Um sacerdote mudou a sua vida, e ela decidiu renunciar a tudo quanto havia sido nas últimas quatro décadas. LESBIANISMO Renunciou inclusive ao lesbianismo. Norma havia vivido com Connie Gonzales durante trinta anos quando ambas se converteram ao catolicismo. Continuam amigas e compartilham a profissão, mas Norma agora reconhece que a homossexualidade é um pecado. Connie acompanha de perto todos os movimentos de Norma; é a sua sombra. Protege-a da imprensa, das críticas e do que mais for preciso. Filtra as suas ligações e vive basicamente para ela. Tem posições tão firmes quanto as de Norma. "Quando aconteceu o que aconteceu, não existiam grupos como nós que ajudassem as mulheres", explica Connie. Segundo ela, Norma caiu nas garras das advogadas abortistas porque não houve médicos ou ativistas para lhe dar apoio. "Agora, neste país, todos cuidam das mulheres, as pessoas importam-se com elas e defendem a vida. Não sei como é no resto do mundo", conclui Connie em tom cético. "Sou ex-lésbica, ex-abortista, ex-Jane Roe", disse Norma num documentário. "Sou uma ex-tudo; parece que quanto mais cresço, mais «ex» fico". Para justificar os seus anos de ativismo abortista, assegura que foi manipulada por "advogadas ambiciosas" que usaram uma moça desesperada para se tornar famosas e atingir os seus objetivos, abandonando-a em seguida. Era o ano de 1969. Ela estava só, havia abandonado os estudos e dado os filhos para a adoção. As advogadas Sarah Weddington e Linda Coffee convenceram-na a denunciar o fiscal de Dallas Henry Wade e a lutar pelo seu direito de abortar no Texas. Assim nasceu o caso Roe vs. Wade, que foi, de acordo com Norma, um cúmulo de mentiras. Para que a Justiça fosse mais rápida, disse às advogadas que fora violentada. Mais tarde, numa entrevista à televisão por ocasião dos 25 anos da sentença, confessou a farsa: a sua gravidez tinha sido fruto de "uma simples aventura". Começou a sentir certa aversão pelas campanhas abortistas e pela clínica no início dos anos 90; não suportava a pressão de todas as mulheres que a procuravam para lhe agradecer porque tinham podido abortar. Quando começou a trabalhar com o grupo católico, toda a sua vida até aquele momento apareceu-lhe como um erro. "Ela caiu do cartaz com o símbolo do aborto diretamente nos braços de Deus", diz o texto da página do seu movimento pró-vida. Assim, Norma converteu-se em porta-voz da sua causa e publicou um novo livro contrário ao aborto já desde a capa: Won by Love ("Vencida pelo amor"). ANIVERSÁRIO Há sete anos, em 22 de janeiro, dia do aniversário da decisão, Norma declarou ao subcomitê constitucional dirigido por John Ashcroft, pró-vida e então senador, que recolhia testemunhos para combater a decisão do Supremo Tribunal. "Este é o aniversário de uma tragédia", disse o senador. "Perdemos 37 milhões de crianças que nunca conhecerão o calor do abraço de um pai ou a força do carinho de uma mãe". Em 14.01.2005, ela entrou formalmente com uma petição no Supremo Tribunal para pedir a reversão da sentença do caso Roe vs. Wade, apresentando o testemunho legítimo de mais de mil mulheres abaladas psicologicamente pelo aborto e 5.300 páginas de evidências médicas. McCorvey ainda não obteve resposta à sua petição. Diz que, se o Tribunal não quiser reverter a decisão, deverá ao menos julgar o mérito do caso. "Agora que conhecemos muito mais o assunto, suplico ao Tribunal que ouça as testemunhas e reavalie o caso Roe vs. Wade". Norma McCorvey não é a única que mudou. Os porta-vozes das associações abortistas dizem estar perdendo a batalha, embora, segundo pesquisas, a maioria dos americanos não queira voltar atrás na lei. Uma sentença invalidando o direito ao aborto em escala nacional está cada vez mais perto. As pesquisas sobre a aceitação popular do aborto variam entre 60% de aprovação, segundo o NARAL, um grupo abortista, e 46%, conforme estudo publicado em 2003 pela revista The Economist na sua radiografia das atitudes americanas. Raimundo Rojas, porta-voz do National Right to Life Comitee ("Comitê nacional pelo direito à vida"), organização pró-vida com mais de 3.000 escritórios no país, assegura que "em alguns anos a situação pode mudar; o povo e os políticos estão conosco e a tecnologia permite ver fotografias do feto, deixando sua humanidade mais próxima de nós". Norma reza a cada ano para que o próximo aniversário da sentença não chegue e, ao que parece, restam apenas uns poucos pela frente. VV. AA. Fonte: El mundo (Panamá), Domingo, 19 de janeiro de 2003 / EWTN News Link: http://www.almudi.org Tradução: Quadrante

19/12/2008

O pequeno poderoso!!

Dedo mindinho dá 50% da força à mão, afirma fisioterapeuta Quinto dedo da mão costuma ser visto quase como acessório. Mas sua perda acaba sendo muito sentida, quando acontece. Dana Scarton Do 'New York Times' O dedo mindinho, o humilde dedo número cinco da mão, há muito tempo é visto como um acessório decorativo, um dedinho para levantar delicadamente enquanto tomamos uma xícara de chá. O que perderíamos se não tivéssemos esse dedinho? "Você perderia facilmente 50% da força da sua mão", afirmou Laurie Rogers, terapeuta ocupacional e terapeuta de mão certificada do Hospital Nacional de Reabilitação em Washington. Ela explicou que apesar dos dedos indicadores e médios, junto com o polegar, funcionarem para pinçar e agarrar objetos – fechando zípers, abotoando botões – os dedos mínimos se juntam ao anelares para dar força à mão. Aprendi isso sozinha no último mês de abril, quando tropecei enquanto fazia jogging e minha figura de 60 quilos esmagou o osso na base do meu mindinho direito, um osso da largura de um lápis. Eu quebrei minha articulação metacarpofalangeal, MCP, onde o dedo se liga à mão. Cinco meses depois, o dedinho ainda não era capaz de dobrar sozinho. Não conseguia fechar a mão, manusear uma raquete de tênis com controle, segurar direito um pesinho de musculação ou um aspirador de pó. Pelo fato da lesão ter ocorrido na minha mão dominante, escrever era uma tarefa difícil. Problema comum Minha situação estava longe de ser especial. Fraturas do dedo mindinho e do seu metacarpo – o osso que se estende da base do dedo até a mão – são duas vezes mais freqüentes que fraturas em qualquer outra parte do dedo ou do metacarpo, incluindo o polegar. Existem poucos dados confiáveis que monitoram lesões no dedo mindinho nos Estados Unidos; as estatísticas são de um estudo de 2003 do "The Journal of Hand Surgery" (volume britânico e europeu) que analisou o equivalente a um ano de dados de uma emergência hospitalar em Amsterdã, Holanda. A alta incidência de fraturas pode ser atribuída ao status do mindinho, junto com o dedo indicador, como "dedo de fronteira", um "apoio para livros" em relação aos dedos anelares e médios, explicou Dr. Steven Z. Glickel, diretor do C.V. Starr Hand Surgery Center do t. Luke's-Roosevelt Hospital Center em Nova York e presidente da Sociedade Americana de Cirurgia de Mão. Apesar do dedo indicador "ser, pelo menos, um pouco protegido por estar adjacente ao polegar", continuou o médico, "o dedo mínimo praticamente não tem nenhuma proteção". Os ossos do dedo mínimo – as falanges distal, média e próxima – são geralmente quebrados em quedas ou quando o dedo é atingido por algo, como uma bola de basquete. Apesar da rigidez e do inchaço, muitas pessoas não percebem que o dedo está quebrado, então não procuram tratamento. Fratura oculta "As pessoas pensam que se não sentem dor e podem mover o dedo, ele não está quebrado", disse Scott G. Edwards, diretor de cirurgia de mão e cotovelo do Georgetown University Hospital. "Isso simplesmente não é verdade." Os reparos a um dedo mindinho quebrado podem significar pinos, parafusos e placas. Oito dias após minha queda, dois pinos foram colocados através da minha articulação MCP. O procedimento, realizado por Edwards em cirurgia ambulatorial, conectou novamente minha falange próxima e reforçou a articulação central do mindinho, conhecida como articulação interfalangeal próxima, ou PIP. Um gesso foi aplicado da ponta dos dedos até o cotovelo. Doze dias depois, o gesso foi removido e a reabilitação foi iniciada. Nunca tinha ouvido falar em terapia de dedo, mas ela existe – e é dolorosa. "Terapeutas de mão fazem com que pareçamos bonzinhos", disse Leon S. Benson, diretor de cirurgia de mão do Evanston Northwestern Healthcare em Illinois. "Estou no consultório, feliz e contente, então digo ao paciente: 'Agora você vai descer para ver Mary Beth, a terapeuta que vai machucar você'." Os tratamentos incluem aplicação de calor, ultra-som, estímulos neuromusculares, talas e exercícios manuais. Começar a reabilitação logo – dentro de alguns dias ou semanas após a cirurgia – é de extrema importância; sem isso, o tecido cicatrizado pode se expandir e a inchação pode piorar. Comecei minha terapia rapidamente, mas o terapeuta que me ajudava era gentil demais para manipular meu dedo. Quando finalmente encontrei um substituto competente, meu dedo estava rígido e a cicatrização parecia estar avançando. O tecido de cicatrização, um tecido conectivo fibroso formador da ferida, é mais proeminente e problemático nos dedos porque praticamente não existe músculo ali, logo os tendões se acomodam diretamente no osso. Acumular tecido de cicatrização no dedo mindinho é como "injetar cola dentro de um relógio", disse Benson. "Trava tudo". O inchaço também pode retardar a recuperação. "É como tentar dobrar uma grande salsicha", comparou Edwards. Um exame de ressonância magnética do meu dedo foi realizado depois dos pinos terem sido removidos. O resultado confirmou que o tecido de cicatrização tinha imobilizado os tendões flexores – eles ficam permitem que os dedos se dobrem, como se fôssemos dar um soco. Além de não receber tratamento eficaz rapidamente, a genética pode ter contribuído, já que algumas pessoas formam tecido de cicatrização mais facilmente que outras. De qualquer forma, meu dedo estava travado. Em outubro, passei por uma tenólise do tendão flexor, durante a qual Edwards conseguiu meticulosamente liberar os tendões. No dia seguinte à cirurgia, comecei a fazer terapia com Rogers. No início do mês, concluí meu tratamento; meu dedinho agora dobra facilmente e a força voltou à minha mão. Agora, o dedo mindinho tem todo o meu respeito. Fonte: G1

O seu Gmail está em perigo

Veja como se proteger
É sério, gente. Na DEFCON, maior conferência internacional de hackers, foi divulgado um método quase infalível para roubar senhas do Gmail. Não importa se você está usando Windows, Mac, ou Linux; Internet Explorer, Firefox ou qualquer outro navegador. Também não adianta ter antivírus - e, se roubarem a sua senha, você nem vai perceber. O risco é alto, principalmente para quem tem laptop e acessa a internet via conexão Wi-Fi. A única maneira de se proteger é ativar a criptografia do Gmail. É fácil. Entre no Gmail, clique em "Configurações" e vá até o item "Conexão do navegador", na parte de baixo da tela. Selecione a opção "Sempre usar https" e dê OK. Não deixe de fazer esse ajuste, ok? E avise os seus amigos.
Fonte: Superinteressante

Um novo "Tocantins" à vista??

Amazônia aprova plebiscito sobre criação de estado do Triângulo A Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional aprovou na quarta-feira (17) o Projeto de Decreto Legislativo 570/08, do deputado Elismar Prado (PT-MG), que prevê a realização de plebiscito em 66 municípios mineiros para decidir sobre a criação do estado do Triângulo. Os municípios abrangem uma população de dois milhões de pessoas e localizam-se nas regiões do Triângulo Mineiro e do Alto Paranaíba, segundo a divisão administrativa do estado. De acordo com a proposta, caso o plebiscito aprove o desmembramento das 66 cidades de Minas Gerais, será apresentado um projeto de lei complementar no Congresso propondo a criação do estado do Triângulo, como determina a Constituição. O relator, deputado Asdrubal Bentes (PMDB-PA), apresentou parecer favorável à matéria. Ele aceitou o argumento do autor de que apenas 7% dos investimentos estatais foram destinados à região em 2008, apesar de elas contribuírem com 16,3% para o PIB mineiro. Tramitação A proposta será analisada ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada pelo Plenário. (Agência Câmara)

OAB/TO é a favor da criação do TRT-25

Com a criação do Tribunal Regional do Trabalho, o Tocantins será desmembrado do TRT da 10ª região que fica em Brasília, ou seja, as decisões de segundo grau serão feitas em Palmas. De acordo com o juiz Erasmo Messias Moura Fé da vara do trabalho de Gurupi, será uma vitória do Tocantins. "Se isto acontecer o nosso sentimento será o mesmo da época em que o Tocantins foi desmembrado de Goiás, já temos varas suficientes para conquistarmos independência" diz o juiz. Existem sete varas do trabalho no Estado: duas em Araguaína e Palmas, e uma Gurupi, Dianópolis e Guaraí. A cada ano tramitam cerca de oito mil processos nestas varas. Ainda de acordo com o juiz Erasmo, com a criação do TRT 25, todos serão beneficiados. "Os advogados não terão mais que ir a Brasília nas ações de segundo grau; e devemos ter uma jurisprudência própria, ou seja, os juízes decidirão conforme as necessidades locais. E a população também é beneficiada, porque a morosidade diminuirá" ressalta o juiz. O presidente da OAB/TO, Ercílio Bezerra, acredita que o Tribunal já deveria ter sido criado no Tocantins. "Outros Tribunais foram instalados no Tocantins, com número bem menor de varas. Vamos fazer uma grande mobilização em prol da criação deste Tribunal, já que o Estado está crescendo e número de ações referentes a área do trabalho tendem aumentar cada vez mais" argumenta Bezerra. A campanha é denominada TRT 25, porque se o tribunal for criado, será o 25º Tribunal do Trabalho do Brasil. (Por Assessoria de Comunicação OAB/TO)

Um terço das empresas vai pagar 13º com empréstimo

Uma em cada três empresas vai pagar em 2008 o 13º salário dos funcionários com dinheiro emprestado. O uso de financiamento de terceiros aumentou em relação aos anos anteriores e será utilizada por 33% das empresas em 2008 ante 24% em 2006 e 20% em 2007. Os dados são de pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que consultou 543 empresas: 414 micro e pequenas; 111 médias e 18 grandes, informa a Agência Brasil. A pesquisa mostra ainda que, na comparação com 2007, as taxas de juros para liberação do crédito bancário para pagar o 13º salário estão em média 31,4% maiores para 80% das empresas. As taxas estão 25,2% menores para 3% das empresas e iguais para 18% delas. “As empresas sabem que o que vem pela frente é duro. As empresas têm pela frente uma visão de que vai reduzir o nível de sua atividade e demanda. Pagar o fornecedor ficou mais difícil, pagar salário ficou mais difícil, pagar 13º ficou mais difícil, as empresas fazem os seus equilibrismos. Ou seja, é administração de crise, estamos em uma crise e em uma crise ninguém escapa”, analisa o diretor do Departamento de Pesquisas Econômicas da Fiesp, Paulo Francini. Fonte: Empresas & Negócios

18/12/2008

Massacre do Português

Nem precisa de comentários!!

Prepare o bolso!!

Seguro obrigatório para carros e motos sobe; ônibus cai O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) divulgou hoje o reajuste das tarifas para o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Das seis categorias, quatro sofrerão aumentos e duas, redução nas tarifas. As tarifas de seguro para automóveis ou camionetas particulares ou para aluguel ou aprendizagem (categorias 1 e 2) subirão de R$ 84,87 este ano para R$ 93,87 no ano que vem. A tarifa para motos (categoria 9) passou de R$ 255,13 para R$ 259,04; e para caminhões, caminhonetes ou tratores (categoria 10) de R$ 94,15 para R$ 98,06. Já as tarifas para microônibus, ônibus de aluguel ou aprendizagem (categoria 3) cairão de R$ 380,83 este ano para R$ 344,95 no ano que vem. Da mesma forma, a tarifa para microônibus, ônibus ou particular (categoria 4) diminuirá de R$ 258,25 para R$ 215,37. Indenização - O CNSP manteve os valores das indenizações por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas decorrentes de acidentes de trânsito. Eles continuarão de R$ 13,5 mil por morte; até R$ 13,5 mil por invalidez permanente e até R$ 2,7 mil por despesas de assistência médica e suplementares. O CNSP informou ainda que no acumulado do ano de janeiro a novembro, foram pagas mais de 251 mil indenizações por morte, invalidez permanente e reembolso por despesas médicas, totalizando cerca de R$ 1,4 bilhão. Nesse mesmo período, cerca de R$ 2 bilhões foram repassados ao Fundo Nacional de Saúde e R$ 220 milhões ao Departamento Nacional de Trânsito. Fonte: Agência Estado - Carolina Ruhman

Malabarismos com trator

Essa eu não pude deixar de postar. Olhem o que o tratorista faz com a máquina. video

Campos Lindos lidera ranking da pobreza no País

O município tocantinense de Campos Lindos lidera o ranking de pobreza no País. Dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que 84% da população campolindense está abaixo da linha da pobreza. Contrapondo-se ao número, o município paulista de Santos tem o menor índice de pessoas pobres em todo o país. Apenas 4,6% da população santista está abaixo da linha da pobreza. O ranking faz parte do Mapa da Pobreza e Desigualdade 2003, divulgado pelo instituto. O mapa traz uma série de indicadores com base em dados colhidos nas Pesquisas de Orçamentos Familiares 2002/2003 e no Censo de 2000. Veja na relação do IBGE a relação de cidades e os seus índices. Dos 25 municípios com a maior incidência de pobres no Brasil, apenas dois não estão no Norte e no Nordeste: Japeri, no Rio de Janeiro (76,4% da população), e Simolândia, em Goiás (81,5%). Todos os outros municípios estão nos Estados de Tocantins, Pernambuco, Pará, Ceará, Acre, Alagoas, Amazonas, Maranhão, Rio Grande do Norte e Paraíba. Já entre os 25 municípios com a menor incidência de pobreza, todos são de Estados das regiões Sul e Sudeste --Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Depois de Santos, Belo Horizonte teve a menor incidência de municípios com pobres: 5,4%, segundo o IBGE. Foi também a única capital que entrou no ranking. São Paulo Pirapora do Bom Jesus foi o município paulista com o maior índice de pobreza: 67,8% de sua população, contra o índice de 4,6% registrado em Santos. O município Águas de São Pedro teve o segundo menor índice, de 5,9%; Rio de Janeiro No Estado do Rio, Barra do Piraí teve o melhor índice (21,3%) e Japeri, o menor (76,4%). Informações da Folha Online Veja a notícia no site do IBGE

Câmara instala comissão sobre redução da jornada de trabalho

A Câmara instalou na última terça-feira (16.12) uma comissão especial para analisar a redução da carga horária máxima semanal de 44 para 40 horas (PEC 231/95). O presidente da comissão, deputado Luiz Carlos Busato (PTB-RS), afirmou que os trabalhos, que se iniciam em 10 de fevereiro de 2009, terão como base a realização de audiências públicas para ouvir representantes dos trabalhadores e dos empresários. O relator da PEC, deputado Vicentinho (PT-SP), destacou que a proposta, se aprovada, vai permitir aos trabalhadores mais tempo para estar com suas famílias e estudar. Outro benefício da proposta será a criação de empregos. Geração de empregos O deputado citou dados do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), segundo os quais, com a manutenção do atual nível produtivo e a estrutura de produção, serão gerados 2 dois milhões de novos empregos. Quanto aos empresários, Vicentinho disse que não haverá queda na produtividade com a diminuição da carga horária. Ele enfatizou que as empresas aumentam sua produção porque aplicam tecnologia e não por causa da jornada. "Tem uma grande diferença para o trabalhador, que terá mais tempo para ficar em casa ou para estudar. Mas a empresa ganha porque o trabalhador satisfeito produz mais." A comissão tem um prazo de 40 sessões plenárias para apresentar o relatório final que depois segue para votação no plenário da Câmara em dois turnos. Apoio de Chinaglia Vicentinho também é relator na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público do projeto 4653/94, do ex-deputado e atual senador Paulo Paim (PT-RS), que inclui várias categorias na jornada de trabalho de 40 horas semanais. O deputado obteve do presidente Arlindo Chinaglia a promessa de que a proposta será votada ainda neste ano. O projeto tramita em caráter conclusivo e reúne 43 proposições apensadas sobre a redução da jornada de trabalho. Fonte: Agência Câmara

17/12/2008

Ivete Sangalo - a inquilina que não paga aluguel

Confira o vídeo com a agonia da cantora! Não acreditam? Pois é, não acreditem mesmo. Isso é só uma brincadeira que ela topou fazer para o site “Morra de Rir”.

Dançando pelo mundo

Ou o rapaz deste vídeo é funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU) ou é algum filho de papai que só viaja por lazer. De qualquer forma, a mensagem do vídeo é interessante, porque mostra povos de diversos países, dançando felizes - até parece a dança do Coisinha de Jesus!! A música do vídeo também é muito legal... Vejam o vídeo... É bem interessante... No finalzinho tem o Rio de Janeiro e São Paulo...
Where the Hell is Matt? (2008) from Matthew Harding on Vimeo

Efeito das drogas no cérebro

Site bem didático (em inglês) sobre os efeitos das drogas sobre o cérebro. De forma bem divertida, visite a festa dos ratos, onde cada um está sob efeito de uma droga Coloque-o na cadeira e veja qual o efeito da droga sobre o cérebro. O link é o seguinte http://learn.genetics.utah.edu/content/addiction/drugs/mouse.html

Demitida por dizer a verdade

Uma professora foi demitida na Inglaterra após fazer 25 crianças chorarem ao contar que Papai Noel, na verdade, não existia... O incidente ocorreu durante uma aula para alunos de 6 a 7 anos em um colégio da cidade de Royton. Os alunos discutiam o que receberiam do Papai Noel no Natal, quando a professora afirmou: "mas são seus pais que vão deixar presentes para vocês no dia 25 de dezembro". Os alunos começaram a chorar e alguns, ao chegarem em casa, avisaram os pais do que havia acontecido na escola. A diretora da escola evitou comentar o assunto, mas afirmou que a professora responsável pela "morte" do segredo foi demitida. Fonte: www.globo.com

15/12/2008

Vestibular 2009: UFT antecipa resultado

A Universidade Federal do Tocantins, por meio da Comissão Permanente de Seleção (Copese) divulgou nesta segunda-feira (15) a lista de candidatos aprovados para o vestibular 2009 da UFT. Cheque o site da UFT (www.uft.edu.br) e confira o resultado final, que também está afixado no hall do Bloco IV, Campus de Palmas. “Este ano, pela primeira vez, o processo do vestibular foi feito 100% pela UFT, o que possibilitou a antecipação do resultado. Havia uma equipe computando os dados até nos finais de semana, com isso o resultado já está pronto e não tem sentido segurarmos o mesmo”, explicou a presidente da Copese, Maria Dilma, lembrando que, até o ano passado o processamento dos dados ficava sob a responsabilidade da UFMG. Matrícula – Entre os dias 2 a 5 de fevereiro acontece a matrícula em primeira chamada para os candidatos aprovados no 1º semestre de 2009. Já entre os dias 13 a 16 de julho é a matrícula em primeira chamada para os candidatos aprovados no 2º semestre de 2009. (Assessoria de Imprensa da UFT)

Valorize as pessoas pelo que são e pelas suas potencialidades

Diante de uma vitrine atrativa, um menino pergunta o preço dos filhotes à venda. - Entre 30 e 50 reais, respondeu o dono da loja. O menino puxou uns trocados do bolso e disse: - Eu só tenho R$ 2,37, mas eu posso ver os filhotes? O dono da loja sorriu e chamou Diana, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pêlo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível. Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou: - O que é que há com ele? O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar. O menino se animou e disse: - Esse é o cachorrinho que eu quero comprar! O dono da loja respondeu: - Não, você não vai querere comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu lhe dou de presente. O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com seu dedo apontado disse: - Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou R$ 2,37 agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total. - Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos. Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calça para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar. Olhou bem para o dono da loja e respondeu: - Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso... (Autor Desconhecido)

Dicas para evitar a pedofilia na internet

# Dedique tempo para navegar com seu filho. Divirta-se com ele pela rede, conheça os sites preferidos, os programas que ele usa e as atividades que faz enquanto está online. # Ensine seus filhos a fazerem um uso responsável dos recursos online. Caso encontre algum material ofensivo, aproveite a oportunidade para explicar à criança os motivos de o material ser inapropriado e como ela deve proceder. # Fale às crianças sobre a pedofilia, explique que há homens e mulheres mal-intencionados na Internet. Aproveite para passar a velha idéia do "não fale com estranhos", que pode ser muito bem aplicada à comunicação virtual: ensine a criança a não fornecer informações pessoais como nome, endereço e escola em que estuda em conversas pela Internet, a não enviar fotos para pessoas que conheceu pela Internet e a não receber dessas pessoas nenhum tipo de arquivo. # Conheça os amigos que a criança faz no mundo virtual. Assim como podem surgir boas e duradouras amizades, também podem aparecer pessoas com más intenções. Explique a ela que as coisas vistas e lidas na Internet podem ser verdade, mas também podem não ser. # Evite colocar o computador no quarto dos seus filhos. Dê preferência à sala ou a algum outro cômodo da casa que proporcione a navegação à vista da família e a livre circulação no ambiente. Isso dificulta o acesso do pedófilo à criança. # Converse e estabeleça regras e limites para o uso da Internet, adequadas à idade da criança. Fixe um horário ou tempo limite de acesso, converse sobre os sites e serviços que ela pode ou não pode usar e explique o motivo. Monitore o uso de salas de bate-papo e de comunicadores instantâneos. # A comunicação é fundamental. Mais do que qualquer programa ou filtro, a conversa sincera entre pais e filhos ainda é a melhor arma para enfrentar os perigos da pedofilia - e muitos outros.

Está com o seguro do carro em dias?

Propaganda de uma empresa de seguros de Bangkok video

Cachorro pensa??

Olha, se pensa eu tenho minhas convicções de que não! Mas o cachorro do vídeo abaixo, com certeza, foi bem treinado! Olhem só: video

Perdemos mais uma...

Fonte: Gazeta Mercantil - Indústria - Pág C1 - 30.07.08 Mais cientistas e ciência indo embora... Água mineral feita a partir do mar paulista chega aos EUA. Moradores de Miami, na Flórida (EUA), poderão a partir do próximo mês entrar em lojas de conveniência da cidade e levar pra casa uma nova garrafa de água mineral, a H2Ocean. Seria apenas mais uma marca no mercado, não fosse por um detalhe: a H2Ocean é feita a partir da água do mar, com aplicação da nanotecnologia. E mais. O processo foi desenvolvido por brasileiros. A H2Ocean nasceu da experiência de dois cientistas, que começaram a desenvolver a tecnologia de controle de minerais em água dessalinizada. Isso ocorreu há dez anos. Em seguida, somaram-se à dupla outros dois sócios. Em 2003, eles conseguiram a patente do processo e passaram a bater de porta em porta para tentar comercializar a água. 'Ao longo de dez anos, foram investidos cerca de US$ 2 milhões na companhia', diz Rolando Viviani, gerente de marketing da H2Ocean. Segundo ele, todas as pesquisas foram feitas com recursos próprios dos quatro sócios. Seus nomes, por enquanto, são mantidos em sigilo. No início, o objetivo da H2Ocean era vender a água 'nanotecnológica' no Brasil. A empresa alega ter procurado a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2006 para realizar o pedido de registro do engarrafamento do produto. A resposta teria sido a de que não há legislação específica para que esse tipo de água seja vendido no país por conta da sua fonte: o mar. Procurada, a Anvisa informou que a H2Ocean nunca entrou com um pedido de registro. A empresa, entretanto, enviou ao Valor fac-símile da página da Anvisa na internet em que aparece o número do processo do registro e do protocolo, em nome de Aquamare Beneficiadora e Distribuidora de Água. A data de entrada é de outubro de 2006 e o pedido foi negado em março do ano passado. Em dezembro, a mesma Aquamare fez uma segunda tentativa, enviando uma carta à Anvisa em que pedia esclarecimentos sobre o que fazer para obter o registro. A resposta veio quatro meses depois, com a indicação de que a empresa deveria 'importar' uma legislação sobre o assunto. Ao Valor, a Anvisa também informou que 'a empresa interessada na produção (.) de água dessalinizada deve apresentar, preferencialmente por intermédio de uma associação, proposta de regulamentação para avaliação pela Anvisa'. As dificuldades para se obter o registro no Brasil levaram a H2Ocean a mudar de estratégia. A empresa continua interessada em obter a aprovação da Anvisa, mas decidiu priorizar a busca por novos mercados. A opção foi pelos EUA. 'O registro da empresa saiu em três horas e a água foi analisada em 15 dias. Nos EUA, conseguimos resolver em três meses tudo o que não conseguimos aqui em quatro anos', afirma Viviani. O Valor, porém, não teve acesso ao registro obtido no exterior. A venda da H2Ocean começa nos Estados Unidos em agosto, em três estados: além da Flórida, Nova Jérsei e Atlanta. Foram embarcados oito contêineres do produto, feito inicialmente na fábrica de Bertioga, litoral sul de São Paulo. A unidade poderá ser desativada em breve. A produção deve ser transferida para os EUA no fim deste ano. A nanotecnologia foi o instrumento utilizado pela H2Ocean para transformar a água do mar em água mineral dessalinizada. A água dos oceanos é rica em micro e macro nutrientes, como o boro, o cromo e o germânio - elementos dos quais o corpo humano necessita, em pequenas doses. Com a nanotecnologia, a H2Ocean conseguiu, a partir da água recolhida em alto mar, retirar o sal e manter grande parte dos minerais. Para chegar a esse resultado, os cientistas criaram um filtro com nanotecnologia aplicada, o nanofiltro. O processo inicial é o mesmo que se faz desde a década de 1940: a dessalinização. Depois de retirado o sal, restam duas opções, segundo Viviani: 'Ou todos os minerais são retirados da água ou ela continua salgada'. Com uma sequência de nanofiltragens, a H2Ocean conseguiu manter 63 dos 86 minerais contidos na composição inicial. Surgiu a água do mar mineral. Para saber se o resultado é bom, o brasileiro vai ter de esperar. Ou passar em alguma 'deli' na próxima viagem à Disney.

O carnê e os deputados

Texto atribuído a Claude Pasteur Faria (claudefaria@terra.com.br) Duas notícias, dois contrastes, dois países. Um repórter da Globo estava cobrindo o desastre do morro do Baú. Para quem ainda não sabe, o morro do Baú ficava no município de Ilhota, em Santa Catarina. Ficava, não fica mais. Simplesmente desapareceu com as enxurradas do final de novembro, que arrastaram para o oceano suas árvores, suas terras, suas pedras e tudo o mais que faziam do Baú um morro como todos os demais. A natureza, que levou milhões de anos para construí-lo, aplainou-o em minutos. Mas, como eu ia contando, um repórter da Globo estava naquilo que um dia fora o morro. Entrevistava um capitão do exército em roupas camufladas, que lhe relatava um episódio comovente. Poucas horas antes, um velho morador do morro do Baú, um senhor de 80 anos, havia implorado ao capitão que o deixasse retornar ao que um dia havia sido sua casa. O velho homem não queria vasculhar os escombros em busca dos seus pertences. Não queria resgatar nada que pudesse lembrá-lo da mansa vida que levava. Pretendia tão somente procurar um carnê. Isto mesmo, um prosaico carnê, com as prestações de uma motocicleta que havia dado ao seu neto. O capitão, apesar dos riscos envolvidos, acedeu e levou o velho homem de volta ao morro. De volta ao que um dia se pareceu com uma casa. Sua casa. O velho entrou debaixo de um monte de madeiras e de telhas e saiu de lá com um sorriso no rosto: encontrara o seu carnê! Quanto à motocicleta, bem, esta descera com a enxurrada, como todo o resto. Agora não importava mais, o carnê era só do que o velho precisava para não ficar com o seu nome sujo na praça. Isto mesmo. Ele não queria conspurcar seu bom e honrado nome deixando de pagar uma dívida, mesmo que o bem que a representava não existisse mais. O capitão relatou o episódio ao repórter com a voz embargada. Ele, um experiente militar, que já deve ter participado de calamidades ou perigos tão ou mais indescritíveis do que este. Confesso que também fiquei emocionado. E pensei: que país é este, que me faz ficar emocionado com algo tão banal como a demonstração de uma atitude honesta? Há algo de podre e de fundamentalmente errado em uma sociedade que se impressiona com a honestidade. Logo em seguida pude entender o motivo da minha emoção com a história do velho homem e do seu carnê. O âncora do telejornal anunciou que a Comissão de Ética (sic) da Câmara dos Deputados acabara de absolver o deputado Paulinho das acusações de malversação de dinheiro público. Por um estrondoso escore de 14 votos a 4, suas excelências, assim mesmo, com "e" minúsculo, entenderam que todas as provas coligidas pelo Ministério Público eram insuficientes para comprovar a má conduta do deputado sindicalista. Enxuguei as lágrimas e voltei à realidade. Este é mesmo o meu país, não resta a menor dúvida.

11/12/2008

O que é ser líder...

Neste video, a menina Natalie Gilbert, 13 anos, ganhou um prêmio e foi cantar o hino dos Estados Unidos no Star Spangled Banner , no jogo da NBA. Vinte mil pessoas no estádio, ela afinadinha. Aí o braço tremeu, ela engasgou, esqueceu a letra... DEU BRANCO!!! Treze anos. Sozinha, ali no meio... O PÚBLICO ESTUPEFATO ameaça uma VAIA... Num repente, Maurice Cheeks, técnico dos Portland Trail Blazers, aparece ao seu lado e começa a cantar,incentivando-a, e trazendo o público junto. Bonita cena e - o que é mais incrível - só o técnico tomou a iniciativa de ir até lá para ajudar, enquanto os demais à volta dela só observavam... Isso mostra como uma atitude de LIDERANÇA e SOLIDARIEDADE, NA HORA CERTA, pode fazer grande diferença, para ajudarmos e mudar a história do JOGO da vida. Será que isso já aconteceu em nossas vidas? E a nossa atitude foi a do técnico Mo Cheeks ou da de todos que estavam ao redor, comum e de descaso? Pense nisso: TEM GENTE QUE ESTÁ NO MUNDO PARA AJUDAR... OUTROS PARA VAIAR.

10/12/2008

Dimensão da catástrofe

Se você ainda não conseguiu dimensionar o tamanho da catástrofe que ocorreu em Santa Catarina, olhe estas imagens (em PPS - sem crise! não há vírus) Calamidade em Santa Catarina.pps

Ølheirø na mídia

Fui entrevistado de um jornal daqui da Capital para falar sobre jornalismo e blogs. Confira a matéria no site do Jornal Stylo (www.jornalstylo.com.br) Mas, postei a imagem da página para vocês... Está abrindo o caderno de Cultura. Boa leitura... (clica na imagem e ela ficará maior)

09/12/2008

Mudança estrutural

Aproveitei o tempo hoje pra fazer algumas modificações estruturais no meu blog. Como podem perceber, a área para texto ficou mais larga, permitindo que postagens mais compridas se tornem menos cansativas de ler. Também modifiquei a cor da fonte, para uma mais clara. Leitores disseram que a letra estava meio "apagada". Como a idéia é tornar a leitura mais leve, mudei a cor da letra também. Se ficou melhor, aguardo as considerações. Se não ficou, também aguardo sugestões!! A mudança no espaço destinado ao texto também permitirá a postagem de vídeos em alta resolução - como os que já estão disponíveis no Youtube, por exemplo. Antes eu precisava reduzir o tamanho da janela de exibição para que eles coubessem na área de texto... Agora não precisarei mais disso, e os principais beneficiados são os leitores... Continuem mandando sugestões. Aproveito-as, na medida do possível. Abraços, Samuel Lima O Ølheirø

Mouse completa 40 anos nesta terça

Um protótipo de madeira foi o primeiro mouse, apresentado em 1968
Redação Terra Uma apresentação durante uma conferência em San Francisco, há exatos 40 anos, trouxe pela primeira vez ao público um dispositivo que mudaria a relação das pessoas com os computadores. O mouse levou mais de uma década para chegar ao mercado depois disso, mas conquistou um espaço importante na história da computação pessoal. » Veja mais fotos da história do mouse A apresentação em 9 de dezembro de 1968 foi conduzida por Douglas Engelbart, que liderava uma equipe de jovens pesquisadores na Universidade de Stanford - com a qual vinha desenvolvendo o mouse desde 1962. Cerca de mil pessoas estavam na platéia. Apesar de todo o sucesso do mouse no passado, especialistas não têm previsões muito otimistas para ele. O fim do mouse, provocado principalmente pelo avanço de novas tecnologias como as telas de toque, parece estar bem próximo.

Survivor no Jalapão - desdobramentos

Comissão de meio ambiente da OAB-TO visitará o Jalapão

A Comissão de Meio Ambiente da OAB/TO visitará as gravações do reality -show "Survivor" no Jalapão, nesta quarta - feira, 10. Uma propriedade privada no Jalapão estaria sediando a 18ª edição do programa produzido pela rede norte-americana CBS . De acordo com presidente da Comissão, Antonio César Mello, a visita tem o propósito de checar informações sobre a degradação do meio - ambiente. "Vamos até o Jalapão ver o que está acontecendo. As gravações causaram polêmica entre os moradores da região e turistas, que reclamam não ter mais acesso aos principais pontos turísticos da região".

Uma australiana, reponsável pelo programa, chegou ao Tocantins, no último domingo, 06, e já está no Jalapão a espera da Comissão para prestar esclarecimentos.

Programa "Survivor" As gravações do programa tiveram início no mês passado, como previsão de acabar no mês de fevereiro. O programa é um jogo que testa os limites do seres humanos, onde os participantes, que representam vários países, precisam conviver numa mata isolada, sobrevivendo apenas de comida nativa. Os candidatos que não aguentarem o ritmo e desistem são desclassificados. As gravações são realizadas em sigilo até que o programa finalize e seja exibido na rede CBS. (assessoria de comunicação OAB/TO)

08/12/2008

Na mesma linha...

Criança vê, criança faz. É um vídeo que fala do exemplo que temos que dar aos nossos filhos (atuais e futuros) No final o texto enfatiza a necessidade do exemplo - "Exerça uma influência positiva". Assista e reflita sobre suas ações...
video

Extrações de Içami Tiba

Sugestões anotadas de uma palestra de Içami Tiba sobre Educação, em Curitiba 1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre. 2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar alguém com internet, som, tv, etc. 3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados. 4. Confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas. 5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona. 6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai disse que não ganhará doce, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer. 7. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender. 8. Temos que produzir o máximo que podemos, pois na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio. Não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0. 9. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente, pois aquela informação, de que droga faz mal, não está gerando conhecimento. 10. A gravidez é um sucesso biológico, e um fracasso sob o ponto de vista sexual. 11. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para da droga fazer uso. A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve "abandoná-lo". 12. A mãe é incompetente para "abandonar" o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita. 13. Homem não gosta quando a mulher vem perguntar: "E aí, como foi o seu dia?". O dia, para o homem, já foi, e ele só falará se tiver alguma coisa relevante. Não quer relembrar todos os fatos do dia. 14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias.Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo. 15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo. 16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se desistir ou for mal na faculdade. 17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca. 18. Mães, muitas são loucas. Devem ser tratadas. (palavras dele) 19. Se a mãe engolir sapos do filho, a sociedade terá que engolir os dele. 20. Videogames são um perigo. Os pais têm que explicar como é a realidade. Na vida real, não existem "vidas", e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida. 21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão. 22. Pai não pode explorar o filho por uma inabilidade que o próprio pai tenha. "Filho, digite tudo isso aqui pra mim porque não sei ligar o computador". O filho tem que ensiná-lo para aprender a ser líder. Se o filho ensina o líder (pai), então ele também será um líder. Pai tem que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível o pai pagar para falar com o filho que mora longe. 23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. Não há hierarquia. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo. 24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família. 25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que saber qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto que isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final. 26. Dinheiro "a rodo" para o filho é prejudicial. Tem que controlar e ensinar a gastar.

06/12/2008

Japoneses são muito criativos...

Olha só o que aprontaram em um programa de televisão, no Japão...
video

PavaZine# ano 2 n.º 80

O PavaZine desta semana...

Ano 2 — Nº 80

"Se você temer a Deus, terá sucesso em tudo" (Eclesiastes 6.18 - NTLH).

Peru de Natal "Tenho certeza de que este fim de ano será feliz, porque temos um povo que, graças a Deus, é otimista. E ser otimista, num momento de crise, é muito importante" (Dilma Rousseff , ministra-chefe da Casa Civil).

Alisamento "Se os meus companheiros me elogiassem só a metade disso, eu estaria bem" (Lula, após overdose de elogios do governador alagoano Teotônio Vilela Filho, do PSDB).

Não alimente os animais "O jornal oficial da Coréia do Norte mostrou o ditador Kim Jong Il no zoológico para provar que está vivo. Apareceu fora da jaula" (notinha no site do Cláudio Humberto).

Fora da reta "Acho que não estava preparado para a guerra [contra o Afeganistão e o Iraque]. Em outras palavras, não fiz campanha dizendo: por favor, votem em mim, serei capaz de conduzir um ataque. Não antecipei a guerra" (George W. Bush, em entrevista à emissora ABC News).

(Re)laxante "Daniel Dantas condenado a dez anos de prisão. Só se for prisão de ventre" (José Simão, na Folha de S.Paulo).

Quero que valorize o que você tem

"Casamento ou amasiamento de pessoa de cor branca com pessoa de cor mulata clara quase branca ou japonesa não vale. Leiam Êxodo 20.17 e 15 nas bíblias dos crentes pentecostais" (mensagem datilografada numa cédula de 2 reais).

Uma coisa quentinha "Deus Pai é gostozinho e Jesus é pirado: um estudo das estratégias persuasivas no discurso da episcopisa Sônia Hernandes da Igreja Renascer em Cristo" (uma de nove teses de mestrado e doutorado sobre a Renascer).

Jejum quebrado "Antes de completar 67 anos, eu gostaria de fazer muito sexo com um homem de quem eu goste" (anúncio que a aposentada Jane Juska colocou em um jornal de Nova York. Ela relata suas aventuras no livro Uma mulher de vida airada – Memórias de amor e sexo depois dos 60, lançamento da Editora Rocco).

Colorama "O segredo do time do São Paulo é que sempre mantém a base. Só troca o esmalte" (Tutty Vasques).

Só Cristo salva "Eu vim fazer o bem. Sou simpatizante do Vasco, tive este sonho com o Renato Gaúcho e queria apenas transmitir essa mensagem divina" (comentário de um pastor assembleiano que afirmou ter recebido uma revelação sobre o Vasco da Gama. O técnico Renato Gaúcho sequer quis ouvir o recado supostamente divino).

Farinha de trigo "Essa newsletter é o trigo no meio de um monte de spam em forma de joio" (Tonico).

Quer que eu desenhe? "Eu não escrevo, mas tenho as idéias" (Luciana Gimenez, sobre o roteiro do filme que está produzindo).

Você é luz "Quero fazer um museu de calcinhas através da internet e recolher histórias sobre o assunto" (Wando, cantor).

Roberto & Erasmo Carlos O código da inteligência (Augusto Cury) emplacou a segunda semana na primeira posição e Investimentos inteligentes (Gustavo Cerbasi) em 16.° lugar na celebérrima lista de "mais vendidos" da Veja. Mais dois hits no iPod da Thomas Nelson Brasil.

Em silêncio toda carne "Muita gente não gosta desse tipo de música. É barulhenta" (Qin Yang, porta-voz do governo da China, justificando a proibição do disco Chinese democracy, do Guns'n Roses).

Vê, teus olhos no espelho "Não há homem ou mulher que por acaso não se tenha olhado ao espelho e se surpreendido consigo próprio. Por uma fração de segundos a gente se vê como um objeto a ser olhado. A isso se chamaria talvez de narcisismo, mas eu chamaria de alegria de ser" (Clarice Lispector).

Pra pensar "As pessoas viajam para admirar a altura das montanhas, as imensas ondas dos mares, o longo percurso dos rios, o vasto domínio do oceano, o movimento circular das estrelas e, no entanto, elas passam por si mesmas sem se admirarem" (Santo Agostinho).

----------------------------------------------------------------------

Para receber o PavaZine - http://www.pavazine.com/beta/news.php

----------------------------------------------------------------------

Editor: Sérgio Pavarini Tecnologia: Dualtec Design: Douglas Lucas Colaboraram nesta edição: Kedma Franza, Rodney Eloy e Thiago Mendanha. PavaZine (c) 2008 — Todos os Direitos Reservados Powered by Pavarini Comunicação & Marketing

É hoje... Lázaro em Palmas

Igreja evangélica de Palmas traz ex-integrante da Banda Olodum ao Tocantins Lázaro começou sua carreira aos 18 anos quando comprou seu primeiro violão
A Igreja Internacional da Renovação (IIR) de Palmas traz à Capital, neste sábado (6 de dezembro) ,para uma grande noite de louvor, o cantor Lázaro, ex-vocalista da banda Olodum. O evento acontecerá no estacionamento da IIR Palmas (501 Sul - Atrás da KCC Móveis), a partir das 19 horas. A expectativa é que cerca de dez mil pessoas participem do show, já que as músicas do irmão Lázaro, como é mais conhecido hoje, estão entre as mais ouvidas no meio gospel. Em Palmas, Lázaro cantará sucessos de seus quatro álbuns (Deus é Fiel, Cante a Deus, Te Agradeço Senhor e Meu Mestre). Entre as quais canções como Bagaço, Eu sou de Jesus, Meu Mestre, De quem é, Você Vai Vencer, Amor de Verdade e Cristo Vive em Mim. Além disso, contará sua trajetória, como se livrou das drogas e as benções que Deus tem feito em sua vida como evangélico. O ingresso antecipado custava R$ 5,00 mais um quilo de alimento não-perecível. Hoje, dia do show, custará R$ 10,00, mais um quilo de alimento. Perfil Lázaro começou sua carreira aos 18 anos quando comprou seu primeiro violão. Poucos meses depois já estava nos palcos tocando contra-baixo. Passou pela banda Terceiro Mundo, Banda Cão de Raça, Tocou nas noites em bares e boates e finalmente passou pela Banda Olodum, onde conseguiu emplacar a canção I miss her (melô do pom pom pom), musica de grande sucesso. Nas curvas perigosas da vida, Lázaro colidiu com as drogas, e entre os destroços do que restou, a mão de Deus veio em seu socorro e hoje Lázaro louva ao senhor. Ele tem 41 anos. Converteu-se há nove anos, na então congregação da igreja onde é membro hoje - a Igreja Batista Lírio dos Vales, em Salvador (BA).

Veja discute a nudez na TV e nos filmes

Olha só a capa da Veja desta semana... Vale realmente a discussão...

Uma pergunta que não quer calar!!

Este post eu recebi do grupo de emails que assino - o Digital Club

--------------------------------------

Frente à tragédia que está ocorrendo em Santa Catarina:
Vocês viram algum "movimento social" se apresentar para realizar
trabalhos voluntários?

. Uma caravana do MST?

. Um grupo do Movimento dos Assentados de Barragens?

. Uma equipe dos padrecos que insuflam os índios?

. A turma dos quilombolas?

. A UNE e o pessoal da sua "Caravana da Saúde"?

Onde estão os ditos "movimentos sociais", tão solidários consigo mesmos?

----------------------------------------

Vale ou não vale o questionamento??

04/12/2008

Câmara aprova 51 concessões de radiodifusão

Brasília (04/12/08) - A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na última terça-feira (2) 51 projetos de decreto legislativo que autorizam ou renovam concessões de serviços de radiodifusão em vários estados, inclusive no Tocantins. As propostas, da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, tramitam em caráter conclusivo e seguem para a análise do Senado. (Agência Câmara com colaboração de Samuel Lima) Veja as concessões aprovadas no Tocantins: TOCANTINS Folha Popular Ltda. - Ananás Rádio Som Tocantins Ltda. - Miracema do Tocantins Rádio Som Araguaia de Palmas Ltda. - Colméia Rádio Som Araguaia de Palmas Ltda. - Colinas do Tocantins Rádio Som Tocantins Ltda. - Miranorte Notícia original

Câmara proíbe demissão de trabalhador cuja mulher esteja grávida

Aconteceu - 04/12/2008 11h07 A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou hoje, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 3829/97, do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), que proíbe a dispensa arbitrária ou sem justa causa do trabalhador cuja esposa ou companheira esteja grávida, durante o período de 12 meses. Esse período será contado a partir da concepção presumida, comprovada por laudo de médico vinculado ao SUS. O projeto segue para o Senado. Conforme o projeto, o empregador que desrespeitar a norma está sujeito a multa equivalente a 18 meses de remuneração do empregado. O projeto não se aplica ao trabalhador contratado por tempo determinado, que poderá ser dispensado se o prazo de seu contrato terminar antes que se complete o período de 12 meses. Alteração O projeto foi aprovado pela CCJ na forma do parecer do relator, Bernardo Ariston (PMDB-RJ). Este, por sua vez, acolheu o texto aprovado em 1999 pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, que alterou a proposta. Originalmente, o projeto concedia "estabilidade de emprego" ao trabalhador cuja mulher estivesse grávida. Esse termo foi retirado do texto, que passou a proibir a dispensa arbitrária ou sem justa causa. A CCJ analisou o projeto apenas quanto aos seus aspectos de admissibilidade, ou seja, se estava de acordo com a Constituição e com as normas gerais do Direito. O mérito foi analisado pela Comissão de Trabalho. Solidariedade Chinaglia afirma que o projeto, ao estabelecer um instrumento que permite um aumento da confiança na relação trabalhista, tem uma alcance maior, pois "reintroduz um pouco de solidariedade nas relações econômicas". Para o relator do projeto na Comissão de Trabalho, ex-deputado Fleury (SP), outro mérito do projeto é que tende a diminuir a discriminação ainda existente contra a mulher no mercado de trabalho. "No momento da contratação, se os candidatos apresentarem as mesmas qualificações, mas pertencerem a gêneros diferentes, a preferência será pela contratação do homem. Tal prática discriminatória decorre, muitas vezes, em virtude da garantia no emprego que a mulher possui em caso de gravidez", disse. (Agência Câmara)

03/12/2008

64% dos clientes trocariam de operadora celular

Da Redação do Computerworld (03-12-2008) Segundo dados da FGV/SP, mau atendimento é a principal causa da insatisfação por parte dos usuários dos serviço móvel. A FGV-SP divulgou nesta terça-feira (02/12) a pesquisa “Linha ocupada, cliente livre! - Um estudo sobre contact centers e fidelidade dos clientes de operadoras de telefonia celular”. O estudo concluiu que 64% dos clientes se declaram infiéis à sua operadora atual. A tese trata da influência dos contact centers na interação de clientes e empresas de telefonia celular e a resultante fidelização desses clientes. Segundo a pesquisa, esta interação, quando bem gerenciada, pode ser um diferencial competitivo relevante, num mundo em que as inovações e sua disseminação ocorrem muito rapidamente. Ao contrário, um relacionamento mal gerenciado pode levar à infidelidade dos clientes e à conseqüente troca de fornecedor. A pesquisa contempla uma análise comparativa de fidelidade às principais operadoras e uma simulação para se estimar as potenciais perdas de clientes. Os resultados apontam para uma grande insatisfação dos clientes com empresas de telefonia celular e com o atendimento em aspectos que lhe são mais urgentes, como a pronta resposta às suas necessidades e a eficiência do contact center. E também assinala uma forte tendência à infidelidade. Com a chegada da portabilidade numérica, o risco é ainda maior. O estudo mostra uma perspectiva sobre o contact center como ponto de relacionamento e incremento da satisfação do cliente, bem como de um diferencial competitivo que, aparentemente, vem sendo pouco prestigiado pelos profissionais de marketing. Para a análise do tema, foram utilizadas as teorias de marketing de serviços, marketing de relacionamento e de orientação ao mercado, bem como estudos relacionados aos contact centers (ou call centers) e fidelidade. A pesquisa contemplou três áreas principais: orientação ao mercado da empresa; qualidade dos serviços do contact center; e fidelidade do cliente.

Desmatamento da Amazônia pode causar prejuízos de US$ 1 tri

03/12/2008 - 09h58

São Paulo (AE) - O desmatamento da floresta amazônica pode causar prejuízos de US$ 1 trilhão. Dados divulgados por especialistas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e por 29 instituições de pesquisa em todo o mundo alertam que as chuvas geradas no Centro-Oeste brasileiro e nos países do Cone Sul vêm em grande parte da evaporação de água da região amazônica.

Um desmatamento que comprometa essa evaporação, portanto, afetaria o ciclo de águas e toda a produção agrícola dessa região. "O Brasil precisa pensar a preservação da Amazônia como uma questão econômica que terá impacto direto em suas exportações e produção agrícola nos próximos 50 anos", afirmou Pavan Sukhdev, chefe da divisão econômica do Pnuma e ex-executivo do Deutche Bank.

O levantamento, usando dados do cientista brasileiro Antônio Nobre - do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) -, aponta que 20 bilhões de toneladas de água evaporam todos os dias da região amazônica. Parte dessa água acaba chegando ao Cone Sul do continente.

"O governo brasileiro precisa entender que preservar a floresta não é um luxo, logo será uma necessidade econômica", disse Sukhdev. Entre 2000 e 2005, 48% da perda de cobertura florestal no mundo ocorreu no Brasil e 13% na Indonésia.

Para os especialistas, apenas o valor da Amazônia gerando as chuvas no sul e centro do continente já seria um motivo suficiente para proteger a floresta. A avaliação dos cientistas é de que a Amazônia seria a melhor "bomba d"água" e o mais eficiente projeto de irrigação do planeta. (As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo")

Festival do Minuto

A Universidade Federal do Tocantins (UFT), através da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários, convida para o Festival Minuto que acontecerá quinta-feira (04 de dezembro) e sexta-feira (05 de dezembro), 13 horas, no auditório do Bloco III , no Campus da UFT em Palmas.

Será que venderam o Jalapão??

Postagem original no blog de Fernanda Bruni: www.fernandabruni.blogspot.com/2008/12/ ser-que-venderam-o-jalapo.html Será que venderam o Jalapão?
Pois é minha gente, por aqui está o maior sussurro por causa de um reality show da TV americana CBS que está sendo gravada no Tocantins. Sim, sussurro porque ninguém tem tido coragem de falar sobre essa história que está causando a maior polêmica. E por que a polêmica? Vou explicar. A TV CBS está gravando no Jalapão, na região de Rio Sono, um reality show chamado Survivor (o original do global No Limite). Até aqui, não há problema algum. O problema mesmo está no desastre ecológico que esta equipe está causando na região quando coloca tratores e sistema de esgoto. Como se não bastasse, esses importantes produtores americanos e australianos investiram cerca de 30 milhões de dólares na super produção. Só que além desses 30 milhões em equipamentos, de interditar as dunas do Jalapão colocando placas bilíngües com escritas dizendo “Fechado para o público” e “Propriedade Particular”, parece que eles estão tirando dos cofres da emissora mais alguns milhões de dólares para manter a imprensa de boca fechada. Um conceituado profissional local colocou a matéria no ar (sim, no ar porque é um site) e como num passe de mágica retirou imediatamente. Questionado a respeito de sua conduta, disse que estava esperando um documento e que assim que o tal documento chegasse, colocaria novamente no ar. Isso, óbvio, ainda não aconteceu. Mas gente, o pior ainda está por vir. Uma fonte super-hiper segura veio até minha casa nesta noite para fazer uma revelação que me deixou bem preocupada: o nosso governador Marcelo Miranda, em visita ao local teve que pedir licença para entrar no território que ele comanda. Com o espaço aéreo fechado, o avião do governador precisou alterar a rota. Mas até aí tudo bem. Só que deixou de estar bem quando, ainda segundo minha fonte, o governador assinou um contrato de 10 páginas (em inglês). Detalhe: ele nem leu o que dizia o contrato. Assinou e colocou o número do CPF. Havia uma intérprete junto, porém nem se deu o trabalho de ler. Afinal eram 10 páginas e elas não tinham nada de mais a não ser cláusulas de “confidencialidade”, certo? Nem tanto. E se ali existe alguma cláusula doando o território à TV CBS? E se lá há uma cláusula de compromisso em que toda vez que eles quiserem vir para cá terão as mesmas regalias. Afinal, até onde o governador sabia, o programa era um documentário que falaria do Jalapão e seria divulgado em 120 países. Há poucos dias ele ficou sabendo que era um programa de sobrevivência. O pior é que essa assinatura de contrato foi registrada por fotógrafos que tiveram os chips de suas câmeras confiscados. E sabem quem confiscou? Os próprios jornalistas da Secretaria de Comunicação do Estado que, aliás, também assinaram o bendito contrato. Ah, já ia me esquecendo. A minha mega fonte também contou que jornalistas e editores de um dos maiores veículos de comunicação do Estado também estiveram lá, acharam tudo muito lindo, distribuíram sorrisos e, adivinhem.....não publicaram nem uma vírgula sobre o tal programa e suas badernas ambientais. Eu soube ainda que o Ministério Público Federal não gostou nada de receber essas notícias e já está pedindo explicações. Bom, dizem que a equipe fica no nosso (se é que ainda é nosso) território até 12 de dezembro. Nem preciso dizer que, de setembro para cá, muitas festas "fantásticas" aconteceram por lá. Inclusive, um dos produtores Alton Desiree, 36 anos, morreu após saltar de uma cachoeira. Testemunhas dizem que ele tinha tomado todas. Segundo informações de pessoas que presenciam os acontecimentos, a embaixada dos Estados Unidos ainda não tinha informações do caso. A grande questão agora é: será que o governador vendeu o Jalapão para os gringos? Hipoteticamente, isso é impossível. Mas, depois de 10 páginas em inglês, ninguém garante nada...muito menos eu. O suspense está no ar!

02/12/2008

O sol saiu

Mensagem escrita por um morador de Itajaí na semana de 24 de novembro de 2008, diante da tragédia de Santa Catarina "Pensar para aceitar, Calar para resistir, Agir para vencer!!!
Hoje, 27 de novembro de 2008 o sol saiu e conseguimos voltar a trabalhar. A despeito de brincadeiras e comentários espirituosos normais sobre esta "folga forçada" a verdade é que nunca me senti tão feliz de voltar ao trabalho. Não somente pelo trabalho, pela instituição e pela própria tranqüilidade de ter aonde ganhar o pão, mas também por ser um sinal de que a vida está voltando ao normal aqui na nossa Itajaí. As fotos que circulam na internet e os telejornais já nos dão as imagens claras de tudo que aconteceu então não vou me estender narrando e descrevendo as cenas vistas nestes dias. Todos vocês já sabem de cor. Eu quero mesmo é falar sobre lições aprendidas. Por mais que teorias e leituras mil nos falem sobre isso ainda é surpreendente presenciar como uma tragédia desse porte pode fazer aflorar no ser humano os sentimentos mais nobres e os seus instintos mais primitivos. As cenas e situações vividas neste final de semana prolongado em Itajaí nos fizeram chorar de alegria, raiva, tristeza e impotência. Fizeram-nos perder a fé no ser humano num segundo, para recupera-la no seguinte. Fez-nos ver que sempre alguém se aproveitará da desgraça alheia, mas que também é mais fácil começar de novo quando todos se dão as mãos. Que aquela entidade superior que cada um acredita (Deus, Alá, Buda, GADU etc.) e da forma que cada um a concebe tenha piedade daqueles: - Que se aproveitaram a situação para fazer saques em Supermercados, levando principalmente bebidas e cigarros - Que saquearam uma farmácia levando medicamentos controlados, equipamentos e cofres e destruindo os produtos de primeira necessidade que ficaram assim como a estrutura física da mesma. - Que pediam 5 reais por um litro de água mineral. - Que chegaram a pedir 150 reais por um botijão de gás. - Que foram pedir donativos de água e alimentos nas áreas secas pra vender nas áreas alagadas. - Que foram comer e pegar roupas nos centros de triagem mesmo não tendo suas casas atingidas. - Que esperaram as pessoas saírem das suas casas para roubarem o que restava. - Que fizeram pessoas dormir em telhados e lajes com frio e fome para não ter suas casas saqueadas. - Que não sentiram preocupação por ninguém, algo está errado em seu coração. - Que simplesmente fizeram de conta que nada acontecia, por estarem em áreas secas. Da mesma forma, que essa mesma entidade superior abençoe: - Aqueles que atenderam ao chamado das rádios e se apresentaram no domingo no quartel dos bombeiros para ajudar de qualquer forma. - Os bombeiros que tiveram paciência com a gente no quartel para nos instruir e nos orientar nas atividades que devíamos desenvolver. - A turma das lanchas, os donos das lanchinhas de pescarias de fim de semana que rapidamente trouxeram seus barquinhos nas suas carretas e fizeram tanta diferença. - À equipe da lancha, gente sensacional que parecia que nos conhecíamos de toda uma vida. - Aos soldados do exército do Paraná e do Rio Grande do Sul. - Aos bravos gaúchos, tantas vezes vitimas de nossas brincadeiras que trouxeram caminhões e caminhões de mantimentos. - Aos cadetes da Academia da Polícia Militar que ainda em formação se portaram com veteranos. - Aos Bombeiros e Policias locais que resgataram, cuidaram, orientaram e auxiliaram de todas as formas, muitas vezes com as suas próprias casas embaixo das águas. - Aos Médicos Voluntários. - Às enfermeiras Voluntárias. - Aos bombeiros do Paraná que trabalharam ombro a ombro com os nossos. - Aos Helicópteros da Aeronáutica e Exercito que fizeram os resgates nos locais de difícil acesso. - Aos incansáveis do SAMU e das ambulâncias em geral, que não tiveram tempo nem pra respirar. - Ao pessoal do Helicóptero da Polícia Militar de São Paulo, que mostrou que longo é o braço da solidariedade. - Ao pessoal das rádios que manteve a população informada e manteve a esperança de quem estava isolado em casa. - Aos estudantes que emprestaram seus físicos para carregar e descarregar caminhões nos centros de triagem. - Às pessoas que cozinharam para milhares de estranhos. - Ao empresário que não se identificou e entregou mais de mil marmitex no centro de triagem. - A todos que doaram nem que seja uma peça de roupa. - A todos que serviram nem que seja um copo de água a quem precisou. - A todos que oraram por todos. - Ao Brasil todo, que chorou nossos mortos e nossas perdas. - Aos novos amigos que fiz no centro de triagem, na segunda-feira. - A todos aqueles que me ligaram preocupados com a gente. - A todos aqueles que ainda se preocupam por alguém. - A todos aqueles que fizeram algo, mas eu não soube ou esqueci. Há alguns anos, numa grande enchente na Argentina um anônimo escreveu isto: COMEÇAR DE NOVO Eu tinha medo da escuridão Até que as noites se fizeram longas e sem luz Eu não resistia ao frio facilmente Até passar a noite molhado numa laje Eu tinha medo dos mortos Até ter que dormir num cemitério Eu tinha rejeição por quem era de Buenos Aires Até que me deram abrigo e alimento Eu tinha aversão a Judeus Até darem remédios aos meus filhos Eu adorava exibir a minha nova jaqueta Até dar ela a um garoto com hipotermia Eu escolhia cuidadosamente a minha comida Até que tive fome Eu desconfiava da pele escura Até que um braço forte me tirou da água Eu achava que tinha visto muita coisa Até ver meu povo perambulando sem rumo pelas ruas Eu não gostava do cachorro do meu vizinho Até naquela noite eu o ouvir ganir até se afogar Eu não lembrava os idosos Até participar dos resgates Eu não sabia cozinhar Até ter na minha frente uma panela com arroz e crianças com fome Eu achava que a minha casa era mais importante que as outras Até ver todas cobertas pelas águas Eu tinha orgulho do meu nome e sobrenome Até a gente se tornar todos seres anônimos Eu não ouvia rádio Até ser ele que manteve a minha energia Eu criticava a bagunça dos estudantes Até que eles, às centenas, me estenderam suas mãos solidárias Eu tinha segurança absoluta de como seriam meus próximos anos Agora nem tanto Eu vivia numa comunidade com uma classe política Mas agora espero que a correnteza tenha levado embora Eu não lembrava o nome de todos os estados Agora guardo cada um no coração Eu não tinha boa memória Talvez por isso eu não lembre de todo mundo Mas terei mesmo assim o que me resta de vida para agradecer a todos Eu não te conhecia Agora você é meu irmão Tínhamos um rio Agora somos parte dele É de manhã, já saiu o sol e não faz tanto frio Graças a Deus Vamos começar de novo. Anônimo É hora de recomeçar, e talvez seja hora de recomeçar não só materialmente. Talvez seja uma boa oportunidade de renascer, de se reinventar e de crescer como ser humano. Pelo menos é a minha hora, acredito. Que Deus abençoe a todos. Luis Fernando Gigena